Thursday, Jun 29th

Última actualização:08:25:23 AM GMT

Manchetes:
Você está aqui: Actividades da Embaixada 2013-2014 Dia das FAA - 9 Outubro
 
na Rússia
 
Angola

Dia das FAA - 9 Outubro

DSC 4116O vigésimo terceiro aniversário da constituição das FAA, foi também assinalado em Moscovo, com uma cerimónia promovida pela Chancelaria de Defesa afecta à Missão Diplomática angolana na Federação da Rússia.
Na ocasião, o Adido Militar, que falava na presença do embaixador de Angola na Rússia, Joaquim Augusto de Lemos, destacou a importância da data, numa altura em que está em curso uma reestruturação e a modernização da técnica e armamento das FAA.


Para o Contra-Almirante Júlio da Silva Kitumba, o processo de constituição das Forças Armadas Angolanas que culminou à 9 de Outubro simboliza um marco inclusivo, agregado a junção das duas forças militares beligerantes das FAPLA e as FALA, onde ninguém ficou de fora.
Inicialmente, 40 mil militares integraram as FAA para responder a necessidade de atribuição de mais dignidade constitucional subordinando-se ao poder político, na esteira das primeiras eleições democráticas de Angola em 28 e 29 de Setembro de 1992.


As FAA conservam a sua essência e fundamentos, pois ainda assim há quem as considere 13 anos depois da sua fundação, um dos sectores mais organizados e disciplinados da sociedade angolana.
Por essa razão, o exército nacional entrou num processo de reedificação baseado na formação de novos oficiais generais e superiores em universidades militares na Rússia, Cuba, China, Alemanha, França, Itália, etc, sem não cuidar da continuidade formativa nas academias militares em Angola para os três ramos, nomeadamente, Exército, Força Aérea e Marinha de Guerra.
Segundo o adido de defesa angolano, o efectivo militar de Angola já ascendeu os cem mil homens mas constitui preocupação do Comando Superior das (FAA) a superação qualitativa das tropas, com principal realce para a melhoria das condições de habitabilidade nas casernas, da dieta alimentar bem como a modernização da técnica e do armamento.
Para o Contra-almirante Júlio Kitumba, as FAA têm granjeado o apoio da comunidade internacional, e sobretudo, a africana, bem como é reconhecido o valor dos militares angolanos que tem sido um paradigma e servido de estudo nas universidades militares de África e não só, dada a sua vertente inclusiva.


Nesta senda, o exército nacional angolano, é o baluarte para a preservação da independência nacional e a defesa das instituições democráticas do país, e está a preparar-se para futuras operações de paz, sob a égide da ONU e da União Africana.
Assistiram o acto em alusão ao 23° aniversário do 9 de Outubro, ocorrido na UPDK, vários adidos militares acreditados em Moscovo, bem como diplomatas angolanos, africanos, europeus e da América.

DSC 4001 DSC 4131