Sunday, Jun 25th

Обновлено:08:25:23 AM GMT

Лента:
 
Посольство Республики Ангола в России
 
Angola

2015

Visita oficial à Rússia do Ministro da Defesa de Angola

O ministro da defesa de Angola, João Gonçalves Lourenço, realizou do 30 de Julho ao 7 de Agosto de 2015 uma visita oficial à Rússia, durante a qual discutiu com o seu homólogo russo vários aspectos da cooperação técnico-militar entre os dois países.
O governante angolano assistiu à abertura dos primeiros Jogos Militares Internacionais, que decorreram na Rússia de 1 ao 15 de Agosto.
Durante a abertura do evento o ministro russo afirmou que Angola poderá garantir a segurança na África Central e que Moscovo está pronta para ajudar a melhorar as capacidades profissionais das Forças Armadas Angolanas.
"Nós, certamente, saudamos a vontade da liderança angolana de melhorar ainda mais as relações bilaterais multifacetadas, incluindo a do sector da defesa. Estamos dispostos a ajudar em tudo o que fôr possível", garantiu Sergey Shoigu.
Angola é um dos principais parceiros da Rússia em África. Os dois países têm uma posição comum sobre uma série de questões internacionais, incluindo o conflito Sírio.
Em 2013, a Rússia concordou fornecer armas e equipamento militar à Angola no valor de um bilhão de dólares, incluindo peças de reposição para armas pesadas e ligeiras de fabrico russo, munições, tanques, artilharia e helicópteros de diferentes tipos.
Os jogos militares internacionais, em que Angola também participou, reuniram mais de dois mil soldados de dezassete países do mundo. As competições foram realizadas em 11 regiões diferentes da Federação Russa.

DSC 2701

O Embaixador de Angola na Rússia, Joaquim Augusto de Lemos, recebeu no aeroporto de Vnukovo o Ministro da Defesa de Angola, general João Gonçalves Lourenço, que visitou oficialmente a Federação da Rússia em 7 dias.

DSC 2716

O Ministro da Defesa de Angola, general João Gonçalves Lourenço, durante uma entrevista concedida à Televisão Pública de Angola.

DSC 2839

Ministro da Defesa, general João Gonçalves Lourenço, chefiou a comitiva de Angola no encontro com o Ministro da Defesa russo.

DSC 2840

Ministro da Defesa da Rússia, general Serguei Shoigu, durante as conversações com o Ministro da Defesa de Angola.

Ministro do Interior angolano participou na 2ª Conferencia Ministerial de Luta Contra a Droga em Moscovo

O Ministro do Interior de Angola, Ângelo da Veiga Tavares, defendeu em Moscovo que o combate ao tráfico de drogas não pode ser feito de forma isolada porque a troca de informações e a cooperação policial entre os países são determinantes na luta contra esse delito.
O ministro angolano fez esta afirmação a margem da Segunda Conferência Ministerial de Luta Anti-droga, realizada na capital da Federação da Rússia à 23 de Abril de 2015.
O governante angolano, que chefiou uma delegação de altos funcionários do Ministério do Interior ligados a investigação criminal, intercâmbio e cooperação, ouviu e constatou a experiencia de alguns países, bem como as formas de coordenação do combate à droga.
O ministro Ângelo Tavares, tomou boa nota da realidade de alguns países e ressaltou a experiencia neste domínio da Nicarágua que defende o combate com maior foco na produção da droga, porque cortando o mal de raiz, os demais ciclos do tráfico, como o trânsito e o consumo, deixam de ter lugar.
No evento foram definidos alguns documentos reitores que servirão de base para a luta anti-drogas no mundo.
Segundo o governante, Angola terá mais um suporte nesta área, porque fizeram parte da sua comitiva técnicos e especialistas anti-drogas que doravante poderão realizar o seu trabalho de forma mais eficaz.
Além disso, a transferência de conhecimentos para os países menos desenvolvidos e a troca de informações podem ajudar no combate à o tráfico de drogas, fenómeno que tem ligação com o terrorismo e o branqueamento de capitais.
À margem da conferência, o Ministro do Interior manteve um encontro com a delegação russa, para apreciar uma proposta de realização de um fórum internacional anti-droga em África ainda este ano, em que além da Rússia participariam diferentes países africanos, sob os auspícios da União Africana e da ONU. Esta é uma idéia que está ainda a amadurecer, e poderá continuar a ser consolidada através dos canais diplomáticos apropriados.
24 de Abril de 2015

IMG 4688

Reunião ministerial Angola-Rússia. Membro da delegação russa; Comissário Chefe Eugénio P. Alexandre, Director da DNIC; Ministro do Interior Ángelo de Barros Veiga Tavares; Comissário Chefe José Dembe, Director do Gabinete de Intercâmbio e Cooperação.

IMG 4815

Delegação angolana.
Da esquerda à direita, de cima para baixo:Comissário Chefe José Carlos Gomes, Chefe do Departamento Anti-DrogasDirector da DNIC; Conselheiro João Domingos Quiosa; 1º. Secretário Jorge João Manuel; Comissário Chefe Eugénio P. Alexandre, Director da DNIC; Embaixador de Angola na Rússia Joaquim Augusto de Lemos; Ministro do Interior Ángelo de Barros Veiga Tavares; Comissário Chefe F. Paiva, Cmte Provincial da Província do Bengo

IMG 4759

Durante a sessão de trabalhos da Conferência ministerial

IMG 4691

Reunião bilateral

Сейчас на сайте

 
Сейчас 347 гостей онлайн