Tuesday, Oct 17th

Обновлено:08:25:23 AM GMT

Лента:
Вы здесь: Публикации Сообщения для печати, статьи и репортажи Angola ocupa lugar de destaque na política externa Russa
 
Посольство Республики Ангола в России
 
Angola

Angola ocupa lugar de destaque na política externa Russa

Печать
O vice ministro russo dos negócios estrangeiros Gregori Karasin afirmou ontem em Moscovo que Angola ocupa um lugar de destaque no contexto da política externa da Rússia.
“É com grande satisfação que constatamos a identidade ou a proximidade das posições dos nossos dois países relativamente aos problemas chave da actualidade”, declarou o governante russo durante a cerimónia solene comemorativa do 30 aniversário da proclamação da independência de Angola e do estabelecimento das relações diplomáticas entre ambos estados.

Por sua vez, o Embaixador de Angola na Rússia, general Roberto Leal Monteiro “Ngongo” enalteceu o papel desempenhado pela ex-União Soviética, de que a Rússia é herdeira, nos areópagos internacionais, quando em 1960 por sua iniciativa fez aprovar nas Nações Unidas a declaração sobre o direito dos povos sob o jugo colonial a autodeterminação e independência e o apoio subsequente que prestou à luta de libertação do povo angolano, com principal incidência no fornecimento de equipamento militar para a guerrilha e na formação de quadros.

O diplomata angolano enfatizou que Angola jamais esquecerá o contributo do povo e do governo da Rússia em todas as fases da construção da Nação angolana e que espera contar ainda com a colaboração deste país amigo para enfrentar os vários desafios políticos, económicos, sociais e culturais que tem pela frente, com o nobre propósito de atribuir a cada cidadão angolano um lugar condigno na sociedade.

No acto registaram-se também intervenções do decano dos embaixadores africanos acreditados neste país do Leste europeu, o embaixador dos Camarões, Andre Ngongang Ouandji, do presidente do grupo de contacto com os parlamentos africanos da Duma de Estado (câmara baixa do parlamento russo), Vladimir Vassiliev, e do presidente da União de veteranos russos que prestaram serviço em Angola, Vladimir Sagatchko.

A cerimónia comemorativa central dos 30 anos da independência de Angola na Federação da Rússia envolveu uma sessão artístico-cultural animada pelo conjunto folclórico russo “Gornitsa” e pelo grupo de dança “Os Muangolé” , formado por estudantes angolanos da Universidade de Amizade entre os Povos (ex Patrice Lumumba).

Ainda ontem em Moscovo, foi inaugurada a amostra pictórica itinerante “Exposição das Exposições – A Arte Unindo os Povos”, que reúne quadros, esculturas e tecelagens de vários artistas plásticos angolanos e russos, tendo como comissários o historiador e crítico de arte Adriano Mixinge e o jornalista Tó Bragança, adidos culturais das embaixadas de Angola em França e na Rússia, respectivamente.

A amostra constitui uma síntese das exposições de artes plásticas organizadas anualmente pela Embaixada de Angola na Rússia nos últimos 5 anos, incorporando obras dos angolanos Álvaro Macieira, Van, Jorge Gumbe, Kidá, Vitó, Gonga, Marcela Costa, Etona, Fineza Teta, Álvaro Cardoso e João Inglês, e dos russos Viktor Razgulin e Liudmila Varlamova.

No âmbito do programa “Angola – 30 Anos” a comunidade angolana em Moscovo realiza hoje, Sábado, um espectáculo músico-culural seguido de baile denominado “Kizomba da Dipanda”, algo que ocorre igualmente nas cidades de Voronej, Rostov-na-Danú, Ivanova, São Petersburgo, Ufá e na urbe ucraniana de Dniepropetrovsky.

Outrossim, na Quarta-feira, 16, a Embaixada de Angola na Rússia promove uma palestra sobre o tema “Artes plásticas angolanas: História, Identidade e Universalismo”, que terá como orador Adriano Mixinge.

A realização no dia 18, Sexta-feira, da segunda edição do Torneio Internacional de Xadrez “Samanyonga” (Pensador) marca o encerramento das jornadas comemorativas do 30 aniversário da independência de Angola na Rússia e noutros países da Comunidade de Estados Independentes (CEI).

Sector da imprensa i cultura,
12.11.2005