Friday, Nov 24th

Última actualização:08:25:23 AM GMT

Manchetes:
Você está aqui: Secção Estudantil
 
na Rússia
 
Angola

Secção Estudantil

Reindustrialização de Angola

nau2017Um dos objectivos centrais do PND 2013-2017 é a diversificação da economia nacional, geradora de crescimento independente do ciclo da indústria petrolífera. Com efeito, promover o desenvolvimento da indústria transformadora, nomeadamente no contexto do cluster da alimentação e da diversificação da economia nacional, em bases sustentáveis, e contribuindo para a geração de emprego, o aproveitamento das matérias-primas agrícolas e minerais, o equilíbrio da balança comercial e a economia de divisas são os objectivos claramente definidos no PND 2013- 2017.
O Programa da Industrialização de Angola 2013-1017, constitui a materialização dos grandes objectivos de desenvolvimento do sector da indústria transformadora, assentando em 7 sectores prioritários: -Indústrias alimentares e de bebidas; • Indústrias têxtil de vestuário e de calçado; • Indústrias da madeira, do mobiliário de madeira e da pasta, papel e cartão; • Indústrias química e farmacêutica; • Indústrias dos minerais e dos materiais de construção não metálicos; • Indústrias metalúrgicas de base, dos produtos metálicos, das máquinas e material de transporte; e de Reciclagem.
Existem componentes do programa já aprovadas e em fase de lançamento de entre elas, salientamos o PROFIR - Programa de Fomento da Pequena Indústria Rural, que tem como objectivos globais, a promoção, ao nível local, do crescimento económico, do aumento do emprego, da diversificação da economia, a promoção do empreendedorismo e o desenvolvimento do sector privado.
Os objectivos específicos do programa apontam para: • apoiar as pequenas e médias empresas industriais com vista à criação de um ambiente global favorável às actividades dos agentes económicos e à orientação prioritária dessas actividades para cadeias produtivas e indústrias seleccionadas com base na dotação de recursos do país e nos contributos potenciais que podem dar para atingir os grandes objectivos nacionais de desenvolvimento.
O PROFIR deverá contribuir para a diminuição das assimetrias regionais, da pobreza e da migração da população, sobretudo jovem, ao proporcionar oportunidades de emprego e a melhoria da qualidade de vida nos municípios.
O PROFIR deverá, por outro lado, dinamizar a diversificação da produção local e surgimento de uma marca da pequena indústria rural com expressão nacional.
Do ponto de vista sectorial, existem condições de desenvolvimento de micro e pequenas actividades industriais e de prestação de serviços nas fileiras da agro-indústria, indústria alimentar, indústria de materiais de construção, indústria da madeira e unidades de prestação de serviços.

Secção de Apoio aos Estudantes (SAE)

education-png-3É uma estrutura criada pelo INABE (Instituto Nacional de Bolsas de Estudo) para, no Exterior do país, ali aonde existe um numero de bolseiros igual ou superior 300 (trezentos), sob tutela do INABE.
É uma estrutura que, funciona no âmbito da Representação Diplomática, na qualidade de estrutura que vela pelos estudantes bolseiros. Possui autonomia financeira e depende directamente do INABE.
Criada nos anos 91/92, resulta da necessidade que se fazia sentir no descongestionamento dos Sectores Financeiros e Consular das Embaixadas de Angola que, pelo elevado número de bolseiros, a dada altura ficavam praticamente absorvidas pelo trabalho de atendimento aos estudantes, em detrimento das demais atribuições dos referidos Sectores. É assim que estas Secções surgem particularmente nas Embaixadas de Angola na antiga URSS, Cuba, Portugal e Brasil, devido ao número de estudantes concentrados nesses países.

Continuar...